Diretora do SINDRATAR-SP fala sobre a crise de abastecimento de água no RJ

6 Feb 2020

A Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) dia 03 fechou a entrada principal da Estação de Tratamento do Guandu (ETA) no Rio de Janeiro, depois que exames de laboratório identificaram a presença de detergentes na água bruta que chega à estação de tratamento. A medida tem como finalidade impedir que esta água chegue ao consumidor. A ETA Guandu é uma estação de tratamento de água responsável por cerca de oitenta por cento (80%) do abastecimento de água potável da região metropolitana do Rio de Janeiro.


Em entrevista à Rede Record\RJ  no Balanço Geral, na manhã do dia 05/02/2020, a engenheira química e Diretora  da GHS Brasil Christiane Lacerda,  que também é diretora do Comitê Mulheres, do SINDRATAR-SP, salienta que a medida irá ajudar a reduzir a contaminação que chega a estação de tratamento, mas não irá resolver 100%  dos problemas, o ideal nestes casos é que a se realize medidas de contenção do despejo. É preciso criar uma consciência para a redução do despejo que vai para este manancial, e não adotar medidas paliativas que não resolverão 100% do problema.

E completa:
- Para termos uma ideia do nível de toxidade exato daquele detergente precisa ser feita análise. Então não sabendo a composição química desse detergente, a CEDAE acabou tomando a medida exata no momento que foi interromper o envio desta água para a população.


Para Christiane Lacerda, essa água nas residências do Rio teria consequências sérias para a saúde dos consumidores, desde problemas gástricos e até mesmo dermatológicos como alguma reação alérgica na pele. Assim interromper o envio desta água foi bastante cautelosa e correta.


A CEDAE anunciou como medida emergencial o uso de colchoes de areia para conter a chegada deste material até a estação de Guandu.

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe noTwitter
Please reload

Posts Em Destaque

Reunião do Grupo de Estudos de Temas Sindicais

February 6, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo