Criação de vagas de trabalho tem melhor novembro desde 2010

21 Dec 2018

 Os preparativos do comércio e do setor de serviços para as vendas de fim do ano ajudaram a economia brasileira a criar 58.664 empregos com carteira assinada em novembro. Esse foi o melhor resultado para o mês desde 2010. O Ministério do Trabalho calcula que 2018 terminará com mais de 500 mil novos postos de trabalho. Se confirmado, será o melhor resultado anual desde 2014.

 

Os preparativos do comércio e do setor de serviços para as vendas de fim do ano ajudaram a economia brasileira a criar 58.664 novos empregos com carteira assinada em novembro. Esse foi o melhor resultado para o mês desde 2010. Os números foram divulgados ontem pelo Ministério do Trabalho que espera que 2018 termine com mais de meio milhão de novos postos de trabalho, o que será o melhor resultado anual desde 2014.

 

Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de novembro reforçaram a percepção de que o mercado de trabalho está se recuperando. Em novembro, a economia registrou o 11.º mês seguido com geração de vagas. O resultado veio ainda melhor que o previsto pelos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que esperavam criação de 25.600 postos de trabalho.

O diretor do departamento de emprego e renda do Ministério do Trabalho, Mário Magalhães, comemorou o resultado e avaliou que empresas contrataram mais no mês passado graças ao otimismo com as vendas de fim de ano. Só o comércio registrou a criação de 88.587 empregos com carteira no mês passado. Já os serviços carimbaram 34.319 outras carteiras de trabalho.

 

Magalhães minimizou o fato de que apenas esses dois setores tenham contratado no mês passado. Dos oito setores acompanhados pelo Caged, seis fecharam empregos. Entre eles, a indústria de transformação perdeu 24.287 empregos, a agropecuária encerrou 23.692 postos e a construção civil, 13.854 empregos com carteira.

 

O técnico explicou que o fenômeno de perda do emprego é sazonal em segmentos como a indústria de transformação, construção civil e agropecuária. “O pico da indústria (para vendas de fim do ano) é agosto e setembro. A construção civil tem sazonalidade negativa (em novembro) pelas chuvas e agricultura está em entressafra”, disse.

 

Meio milhão. No Ministério do Trabalho, há expectativa de que o ano terminará com a criação de pelo menos 500 mil empregos com carteira assinada. Em 12 meses até novembro, o Brasil acumula 517.733 empregos. Dezembro, porém, historicamente é um período de demissões e aumento do desemprego porque empresas dispensam funcionários destinados a atender pedidos para as vendas de fim do ano.

 

Confirmado o número positivo em 2018, será o primeiro ano com saldo positivo desde 2014 e o melhor desde 2013, quando 1,138 milhão de postos foram abertos. Magalhães classifica o número de meio milhão como uma “virada de chave” no mercado de trabalho.

 

Para 2019, os números poderão ser ainda melhores. Magalhães lembrou que novembro de 2018 teve desempenho superior a períodos com melhor atividade econômica – em 2013, por exemplo, a economia cresceu 2,3%. “Isso indica a expectativa positiva e sinaliza que a recuperação econômica tem potencial de gerar crescimento do emprego mais expressivo.”

 

Quase 8 mil vagas de trabalho intermitente foram criadas no mês passado. Essa modalidade, o empregado é contratado por hora trabalhada e não há garantia de jornada ou remuneração mínima por mês.

 

Dados do Caged indicam que novembro terminou com a criação líquida de 7.849 empregos com contrato intermitente e abertura de outras 1.734 vagas pelo sistema de jornada parcial. As duas novas modalidades foram criadas pela reforma trabalhista, que começou a vigorar há um ano.

 

De acordo com os dados do Ministério do Trabalho, o emprego intermitente registrou criação total de 10.446 postos ao mesmo tempo em que houve fechamento de 2.597 vagas. Por setor, os serviços lideraram com folga no mês e registraram saldo positivo de 2.765 vagas.

 

Fonte: O Estado de S.Paulo

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe noTwitter
Please reload

Posts Em Destaque

Reunião do Grupo de Estudos de Temas Sindicais

February 6, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

November 7, 2019

October 18, 2019

Please reload

Arquivo