Sindratar-SP promove segunda etapa de Palestra sobre eSocial

20 Sep 2018

 

 

O SINDRATAR-SP – Sindicato da Indústria de Refrigeração, Aquecimento e Tratamento de ar no Estado de São Paulo – promoveu mais um curso sobre eSocial. Dessa vez, o tema foi “Operacionalização e Práticas do Sistema“, ministrado pelos palestrantes Celso Bazzola, diretor Executivo da BAZZ Estratégia e Operações de RH e Andrea Lo Bulo Copola, head da área Trabalhista e Previdenciária.

 

Na abertura, o presidente do Sindicato, Carlos Eduardo Trombini, lembrou que esse é o segundo evento sobre eSocial promovido pelo SINDRATAR-SP e ainda haverá um terceiro. Ele ressaltou a formação do Grupo de Recursos Humanos, coordenado por Sueliliam Becarini, que tem por objetivo a discussão de temas de interesse das empresas, a troca de idéias, além de trabalhar algumas demandas.

 

Para Trombini, o eSocial é extremamente importante. “Acredito que no futuro teremos benefícios por aquilo que estamos nos informando agora. Todo processo de mudança mexe conosco. Às vezes estamos acomodados em um determinado sistema e temos que passar para outro, mas tecnologicamente falando isso é inevitável. Temos mais é que trabalhar a organização do nosso setor, do país de forma geral no sentido de dar transparência. Esse é o ponto”.

 

Para a coordenadora do Grupo de RH do SINDRATAR-SP, esse tipo de evento permite esclarecer dúvidas, atendendo a uma demanda gerada no Grupo. “É muito importante, pois vamos trocando experiências. Nosso Grupo, que existe há mais de dez anos, vem se fortalecendo e só podemos agradecer esse espaço.”

 

O palestrante Celso Bazzola  explicou que o objetivo do evento foi apresentar como o eSocial vem sendo absorvido no mercado e nas empresas e também a postura dos gestores perante essa nova realidade, que é muito interessante para as empresas e muito importante, também, para todos os profissionais de RH.

 

Na opinião de Andrea Copola, as empresas ainda não estão preparadas, até porque não houve uma alteração na legislação, no entanto para quem está à frente do eSocial tudo é muito novo. “Eles já vinham naquele modus operandi de sempre e aí acabam tendo dificuldade para seguir realmente a legislação”.

 

Os palestrantes fizeram uma apresentação geral, focando apenas nas principais tabelas, como a de cadastro dos empregados, cadastro das empresas, enquadramento previdenciário e tributações. Ela disse que é importante ressaltar que ainda existe um prazo para implementação, até porque não existem penalidades, a Receita está até postergando alguns prazos.

 

Palestrantes: 

 

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe noTwitter
Please reload

Posts Em Destaque

Reunião do Grupo de Estudos de Temas Sindicais

February 6, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes